Mais uma segunda-feira e a nossa nutri Andressa (segue ela AQUI) preparou um post fresquinho pra gente!! Hoje o papo é sobre: GANHO DE MASSA MUSCULAR!!
A prática regular de atividade física aliada a uma dieta equilibrada é essencial para remodelar o corpo, deixando-o melhor esteticamente e promovendo como conseqüência saúde e bem-estar. Estimular os músculos através do exercício físico é condição básica para o desenvolvimento muscular, aumento do volume das fibras musculares e definição dos músculos. A dieta é aliada, pois funciona como apoio para a redução da camada de gordura subcutânea que cobre a musculatura.
     1-      A dieta para ganho de massa muscular deve ser equilibrada e balanceada, ou seja, conter todos os nutrientes na proporção certa; 
     2-      O consumo de proteínas deve ser maior do que o recomendado normalmente, pois tem função estrutural na formação dos músculos. Entretanto, deve-se ter cautela no consumo, pois em excesso é prejudicial;
     3-      O consumo de carboidratos é importante, pois eles fornecem energia e poupam as proteínas de serem usadas como fonte energética;
     4-      Não fazer exercícios físicos em jejum;
     5-      Antes do exercício deve-se fazer um pequeno lanche para a manutenção da glicemia e garantia do conteúdo do glicogênio muscular adequado antes do início da atividade, evitando a queima muscular;
     6-      Fracionar as refeições ao longo do dia a cada 3-4 horas , pois ficar muito tempo sem se alimentar provoca  perda de massa muscular;
     7-      Após o exercício físico deve-se ter a preocupação de promover a recuperação dos estoques de energia do músculo e o aporte necessário de proteínas para a recuperação dos tecidos lesados;
     -       Deve-se ingerir carboidratos junto a proteína após a atividade física. O carboidrato é importante, pois a insulina liberada após a ingestão desse nutriente e um hormônio anabólico que facilita a síntese de glicogênio. E as proteínas têm função estrutural permitindo a hipertrofia muscular após a atividade física;
     9-      Se a ingestão de proteínas através da alimentação for suficiente, os suplementos não são necessários. Entretanto, devido a sua baixa digestibilidade, o consumo de proteína pode causar desconfortos gastrointestinais durante os treinos. Nesse caso, suplementos podem ser utilizados, mas somente com a orientação de um profissional nutricionista, que poderá indicar o melhor tipo, a dose e os horários de ingestão.

e Espero que tenha ajudado e qualquer dúvida e só deixar aqui nos comentários ou lá no meu instagram.
   Beijos e até a próxima segunda!
  Texto by Andressa Rayanna.


Deixe um comentário